HIPERPLASIA INFLAMATÓRIA PAPILOMATOSA ASSOCIADA AO USO DE PRÓTESE TOTAL: RELATO DE CASO

  • Luan Monteiro Guimarães
  • David Costa Moreira
  • Vagner Mendes
  • Antônio Sérgio Netto Valadão
  • Ana Grasiela da Silva Limoeiro

Resumo

A hiperplasia inflamatória papilomatosa se enquadra nas lesões de aparecimento frequente, classificada como uma lesão hiperplásica de tecido mole, não neoplásica, comumente associada a indivíduos de meia idade ou idosos, do sexo feminino e usuários de próteses removíveis. O presente trabalho relata um caso de hiperplasia inflamatória papilomatosa, diagnosticado em uma paciente de 55 anos, causado por prótese total de uso prolongado (mais de 10 anos) e o respectivo tratamento.

Biografia do Autor

Luan Monteiro Guimarães

Acadêmico, Faculdade de Odontologia de Ilhéus - Centro de Ensino Superior - Ilhéus - Ba.

David Costa Moreira

Docente, Faculdade de Odontologia de Ilhéus - Centro de Ensino Superior - Ilhéus - Ba.

Vagner Mendes

Docente, Faculdade de Odontologia - UNIME - Itabuna - Ba

Antônio Sérgio Netto Valadão

Docente, Faculdade de Odontologia de Valença - CESVA/FAA - Valença - RJ.

Ana Grasiela da Silva Limoeiro

Docente, Faculdade de Odontologia de Ilhéus - Centro de Ensino Superior - Ilhéus - Ba.

Publicado
2019-08-19
Como Citar
GUIMARÃES, Luan Monteiro et al. HIPERPLASIA INFLAMATÓRIA PAPILOMATOSA ASSOCIADA AO USO DE PRÓTESE TOTAL: RELATO DE CASO. Saber Digital, [S.l.], v. 12, n. 1, p. 122-130, ago. 2019. ISSN 1982-8373. Disponível em: <http://revistas.faa.edu.br/index.php/SaberDigital/article/view/731>. Acesso em: 20 set. 2019.
Seção
Odontologia