PUBERDADE PRECOCE ASSOCIADA A TUMOR DE CÉLULAS DA GRANULOSA, EM MENINA DE 3 ANOS: RELATO DE CASO

  • Filomena Aste da Silveira
  • João Alfredo Seixas
  • Ulisses Rodrigues Dias
  • Bernardo Teixeira Pentagna

Resumo

Introdução: Os tumores ovarianos são raros na infância, sendo mais freqüentes os de origem germinativa e que se apresentam clinicamente com dor abdominal aguda ou crônica e massa pélvica. Os tumores da granulosa perfazem 4% dos tumores ovarianos na criança e, por serem produtores de esteróides, manifestam-se mais comumente como puberdade precoce isossexual. Relato de caso: Menina de 3 anos de idade, apresentando desenvolvimento das mamas e pelos, assim como aumento abdominal. Presença de massa abdominal e elevação de estradiol. Foi realizado tratamento cirúrgico com resultado de tumor de células da granulosa. Discussão: Alguns marcadores tumorais podem ser encontrados dentro da normalidade, neste tipo de tumor o Ca 125 pode estar normal, visto que não é marcador de tumores da linhagem estromal ou de células germinativas. A alfafeto-proteina neste caso se encontrava acima dos valores normais. Sempre diante de puberdade precoce isossexual atentar para a possibilidade de tumor ovariano. Conclusão: No caso que apresentamos, o manejo endocrino e oncológico permitiram o diagnóstico precoce para o sucesso do tratamento.

Biografia do Autor

Filomena Aste da Silveira

Professora Titular de Ginecologia e Obstetrícia do UNIFAA

João Alfredo Seixas

Professor de Ginecologia e Obstetrícia do UNIFAA

Ulisses Rodrigues Dias

Professor de Histologia do UNIFAA

Bernardo Teixeira Pentagna

Professor de Clínica Cirúrgica do UNIFAA

Publicado
2020-01-22
Como Citar
DA SILVEIRA, Filomena Aste et al. PUBERDADE PRECOCE ASSOCIADA A TUMOR DE CÉLULAS DA GRANULOSA, EM MENINA DE 3 ANOS: RELATO DE CASO. Saber Digital, [S.l.], v. 12, n. 2, p. 45-52, jan. 2020. ISSN 1982-8373. Disponível em: <http://revistas.faa.edu.br/index.php/SaberDigital/article/view/791>. Acesso em: 29 fev. 2020.
Seção
Medicina