RELAÇÃO DAS MEDIDAS ANTROPOMÉTRICAS E VALORES DE PRESSÃO ARTERIAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES DO MUNICÍPIO DE RIO DAS FLORES – RJ

  • Pollyana Moustafa Bezerra Ghanem
  • Carolina Helena Mendes Gava
  • Maria Clara Fajardo Lima
  • Jessica Lima Carvalhido Antonio
  • Caroline da Conceição Silva
  • Kleiton Santos Neves

Resumo

Introdução: A obesidade é problema de saúde pública, associado ao risco de complicações na infância e aumento da morbimortalidade na vida adulta. Objetivo: Fornecer base que comprove associação entre obesidade e alteração dos níveis pressóricos. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal, descritivo e correlacional, com abordagem quantitativa dos dados. Realizado em doze instituições de ensino em Rio das Flores – RJ. A população alvo foi 780 estudantes, com idade entre 3-18 anos. O método foi aferição da pressão arterial e coleta de dados para cálculo do IMC. A partir da amostra realizou-se correlação dos dados e comparação das alterações dos níveis pressóricos em expostos e não expostos. Em um segundo momento foram realizadas novas medidas pressóricas para confirmação diagnóstica. Resultados: Foram avaliados 780 alunos, desses 64,8% com IMC adequado, 18,7% sobrepeso e 15% obeso. Quanto aos níveis pressóricos 90,6% eram normotensos, 3,4% pré-hipertensos e 6% hipertensos. 91% dos eutróficos eram normotensos; 3,3% pré hipertensos e 5,7% hipertensos. Com sobrepeso, 82,3% eram normotensos, 6,1% pré-hipertensos e 11,6%, hipertensos. Dos obesos 68,7% eram normotensos, 8,2% pré-hipertensos e 23,1% hipertensos. A prevalência de alteração nos níveis pressóricos, nos expostos foi 34,7% e não expostos 6,0%. Conclusão: Em relação aos estudos base, nota-se aumento do percentual de crianças com sobrepeso e obesas no nosso estudo. Contudo, a prevalência de HAS da população estudada está dentro dos achados nacionais e internacionais. Quanto maior IMC, maiores serão os níveis pressóricos. Logo, IMC alterado é importante fator de risco para hipertensão precoce.

Biografia do Autor

Pollyana Moustafa Bezerra Ghanem

Discente do Centro Universitário de Valença, UNIFAA

Carolina Helena Mendes Gava

Discente do Centro Universitário de Valença, UNIFAA

Maria Clara Fajardo Lima

Discente do Centro Universitário de Valença, UNIFAA

Jessica Lima Carvalhido Antonio

Discente do Centro Universitário de Valença, UNIFAA

Caroline da Conceição Silva

Discente do Centro Universitário de Valença, UNIFAA

Kleiton Santos Neves

Docente do Centro Universitário de Valença de Valença, UNIFAA

Publicado
2020-01-22
Como Citar
BEZERRA GHANEM, Pollyana Moustafa et al. RELAÇÃO DAS MEDIDAS ANTROPOMÉTRICAS E VALORES DE PRESSÃO ARTERIAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES DO MUNICÍPIO DE RIO DAS FLORES – RJ. Saber Digital, [S.l.], v. 12, n. 2, p. 71-77, jan. 2020. ISSN 1982-8373. Disponível em: <http://revistas.faa.edu.br/index.php/SaberDigital/article/view/794>. Acesso em: 01 out. 2020.
Seção
Medicina