USO DA GRADE LINGUAL REMOVÍVEL COMO AUXILIAR NO TRATAMENTO ORTODÔNTICO EM PACIENTE COM MORDIDA ABERTA ESQUELÉTICA: RELATO DE CASO

  • Sarah dos Santos Conceição
  • Núbia Samara Caribé de Aragão
  • Marília de Matos Amorim
  • Lidiane de Jesus Lisboa
  • Cinthia Soares Lisboa

Resumo

Objetivo: Descrever o uso da grade lingual removível como auxiliar no tratamento da mordida aberta esquelética em adulto, através de um relato de caso. Relato de caso: Paciente, sexo feminino, 38 anos, clinicamente apresentava terço inferior facial aumentado, sem assimetria, relação labial deficiente, sem expor os incisivos superiores quando em repouso e sorriso gengival de 3mm ao sorrir. Após análise cefalométrica, foi diagnosticada com mordida aberta esquelética e foi ratificado o padrão face longa. Foi instituído o tratamento com grade lingual removível, o qual não é usualmente adotado em adultos, como coadjuvante no tratamento da mordida aberta esquelética. Conclusão: Considerando o caso relatado, conclui-se que a grade lingual removível é um dispositivo de fácil confecção e foi satisfatório na conduta do tratamento ortodôntico empregado, sendo eficaz na terapêutica da correção da mordida aberta.

Biografia do Autor

Sarah dos Santos Conceição

Cirurgiã-dentista, Doutoranda em Ciências da Saúde (Universidade de Brasília).

Núbia Samara Caribé de Aragão

Enfermeira, Doutoranda em Saúde Coletiva (Universidade Estadual de Feira de Santana).

Marília de Matos Amorim

Cirurgiã-dentista, Doutoranda em Saúde Coletiva (Universidade Estadual de Feira de Santana).

Lidiane de Jesus Lisboa

Cirurgiã-dentista, Doutoranda em Saúde Coletiva (Universidade Estadual de Feira de Santana).

Cinthia Soares Lisboa

Nutricionista, Doutoranda em Saúde Coletiva (Universidade Estadual de Feira de Santana).

Publicado
2020-10-02
Como Citar
CONCEIÇÃO, Sarah dos Santos et al. USO DA GRADE LINGUAL REMOVÍVEL COMO AUXILIAR NO TRATAMENTO ORTODÔNTICO EM PACIENTE COM MORDIDA ABERTA ESQUELÉTICA: RELATO DE CASO. Revista Saber Digital, [S.l.], v. 13, n. 1, p. 188-200, out. 2020. ISSN 1982-8373. Disponível em: <http://revistas.faa.edu.br/index.php/SaberDigital/article/view/874>. Acesso em: 27 out. 2020.
Seção
Odontologia