PERFIL DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE DIAGNOSTICADOS COM TUBERCULOSE DE 2015 A 2019 NO BRASIL

  • Amanda Carvalho Ferreira de Souza
  • Felipe Rodrigues Maia
  • Gabriela de Azevedo Rosestolato Soares
  • Lays Moore Marques
  • Lya Moore Marques
  • Mariana de Castro Villela

Resumo

Objetivo– O estudo objetiva definir o perfil dos profissionais de saúde que adquiriram tuberculose nos anos de 2015 a 2019, permitindo estabelecer prevalências e sugerir hipóteses. Materiais e Métodos– Este artigo é resultado de um estudo descritivo longitudinal e retrospectivo, elaborado através de uma análise quali-quantitativa do número total de casos notificados de tuberculose em profissionais de saúde ao SINAN (Sistema de Informação de Agravos de Notificação), no Brasil, e atualizados para o site do Ministério da Saúde. A pesquisa considerou cinco fatores para determinar o perfil da população estudada: sexo, faixa etária, diabetes mellitus, etilismo e tabagismo. Resultados– No Brasil, um total de 5447 casos de tuberculose em profissionais da saúde foram notificados ao SINAN, durante 2015 a 2019. O sexo feminino tinha 3434 casos notificados, contra 2012 casos ocorridos em homens. A faixa etária mais prevalente foi de 30 a 39 anos em todos os anos estudados, seguidos da faixa de 40 a 49 anos, ou de 20 a 29 anos. Dentre os fatores de risco analisados, o tabagismo tinha média de acometimento de 10,2%/ano, seguido da diabetes, com 8,6%/ano, e do etilismo, com 5,8%/ano. Conclusões – O estudo definiu que o perfil mais característico como: habitantes da região sudeste do país, indivíduos do sexo feminino, de 30 a 39 anos, e que 8,2% possuíam algum fator de risco adicional, no qual se destaca o tabagismo.

Biografia do Autor

Amanda Carvalho Ferreira de Souza

Graduanda do 10º período de Medicina do Centro Universitário de Volta Redonda (UNIFOA)

Felipe Rodrigues Maia

Médico intensivista do Hospital Escola de Valença, Docente do curso de Medicina do Centro Universitário de Valença (UNIFAA)

Gabriela de Azevedo Rosestolato Soares

Graduanda do 8º período de Medicina do Centro Universitário de Volta Redonda (UNIFOA)

Lays Moore Marques

Graduanda do 7º período de Medicina do Centro Universitário de Valença (UNIFAA)

Lya Moore Marques

Graduanda do 12º período de Medicina do Centro Universitário de Valença (UNIFAA)

Mariana de Castro Villela

Graduanda do 12º período de Medicina do Centro Universitário de Valença (UNIFAA)

Publicado
2020-12-28
Como Citar
FERREIRA DE SOUZA, Amanda Carvalho et al. PERFIL DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE DIAGNOSTICADOS COM TUBERCULOSE DE 2015 A 2019 NO BRASIL. Revista Saber Digital, [S.l.], v. 13, n. 2, p. 32-42, dez. 2020. ISSN 1982-8373. Disponível em: <http://revistas.faa.edu.br/index.php/SaberDigital/article/view/896>. Acesso em: 20 jan. 2021.
Seção
Medicina